Saúde

Como aproveitar a Páscoa sem prejudicar a pele

A Páscoa é – sem dúvida – a data mais aguardada pelos chocólatras.

Não poderia ser diferente, afinal, o feriado é comemorado por tradição com reunião familiar, mesas fartas e muito, muito chocolate.

Por conta de exageros, no entanto, é muito comum nesta época o desenvolvimento em alguns indivíduos de maior oleosidade cutânea acompanhada de acne e espinhas.

É o que explica a coordenadora do departamento de Cosmiatria da Sociedade de Dermatologia do Rio, Mônica Azulay.

– Para as pessoas que têm uma predisposição genética o aparecimento de acne ou sua piora, pode está relacionado a uma dieta baseada em alimentos de elevado valor glicêmico, como é o caso do chocolate.

Já que o aumento da insulina na corrente sanguínea vai promover o aumento de hormônios andrógenos que, por sua vez, aumentam a produção do sebo e, consequentemente, de toda a cadeia do mecanismo de acne – explica a dermatologista.

Isso não quer dizer que o chocolate seja um alimento proibido. Para evitar problemas de pele após o feriado, o recomendado, na verdade, é que o consumo da guloseima seja moderado. Nada de comer uma barra inteira em um dia.

“Mesmo os paciente com predisposição a acne podem comer chocolate. Sempre de forma moderada, sem exagero. O problema são os excessos”, explica.

Optar por chocolate mais amargos é mais uma forma de prevenir os danos à pele. Dado que estes chocolates possuem uma maior concentração de cacau e uma menor concentração de gordura, sobretudo quando comparado aos chocolates ao leite.

– São, principalmente, as barras de chocolates ao leite que apresentam uma grande quantidade de carboidratos, por isso, açúcares com alto índice glicêmicos, acarretando o aumento rápido de insulina na corrente sanguínea, o que pode gerar uma piora no quadro.

Ainda de acordo com a dermatologista o consumo de alimentos com baixo índice glicêmico estão mais recomendados na dieta destes pacientes.

Já para ajudar a recuperar a pele, a indicação é que se procure um médico dermatologista.

“O tratamento será indicado de acordo com o grau de acne que o paciente apresente. Portanto, o adequado é que a pessoa consulte o seu dermatologista”, orienta Mônica.

Fonte: http://www.cenariomt.com.br

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s